:: Policia Militar

Policia Militar reuni acspa
0

Governador determina que se apure número de vagas para CFS

reuni acspaApós várias reuniões entre Governo, Comando Geral e Associações Militares, bem como os últimos acontecimentos, o governador do Estado do Pará, Simão Jatene, através de decreto, determinou ao Comandante Geral e a CPP (Comissão de Promoção de Praças) que seja fixado e apurado o quantitativo de vagas para curso de formação de 3º SGT PM, afim de que seja o realizado o mais breve possível o Curso de Formação de Sargento (CFS) e concurso para a graduação indicada.

Veja abaixo o decreto:

 

GABINETE DO GOVERNADOR

DECRETO Nº 891, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013

Altera dispositivo do Decreto nº 2.115, de 23 de março de 2006, que regulamenta a Lei Estadual n° 6.669, de 27 de julho de 2004, que dispõe sobre as Carreiras de Cabos e Soldados da Ativa da Polícia Militar do Pará e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, suas promoções no quadro de praças, e dá outras providências.

Policia Militar feliciana
0

Sargento Helio não resiste e morre no hospital

felicianaDepois da morte da sua esposa Feliciana Mota no bairro do comércio em Belém, o Sargento PM Helio infelizmente não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na tarde desse sábado, 09 de novembro de 2013. Ele estava internado no Hospital Metropolitano e passou por duas cirurgias.

De acordo com o Sargento BM Haelton, que estava dando assistência ao sargento no Hospital, Helio morreu por morte cerebral e o mesmo está contatando com a família para que a mesma possa doar seus órgãos. Ainda não sabemos onde acontecerá o velório do Sargento, porém mais tarde estaremos atualizando o local.

A Diretoria da Associação dos Cabos e Soldados lamenta muito a perda de mais esse guerreiro que já é o 31º Policial Morto este ano no Pará. Ele era nosso associado mesmo sendo presidente da ASPOL e sempre lutou pelos direitos e melhorias da classe militar do Pará.

O Sargento Helio, mais conhecido como “Cabo Helio” tem uma história muito bonita e de luta na corporação. Em 1997, o mesmo fez uma greve de fome em frente à ALEPA, para que o governo pudesse valorizar a classe militar, mas infelizmente o Sargento sofreu perseguições políticas e foi excluído do quadro da Polícia Militar naquele ano. Ele ficou 10 anos fora da corporação e durante esse tempo fora da PM trabalhou como professor de Sociologia, o qual era formado.

Logo após estes 10 anos, o Sargento Helio volta à Polícia Militar e, durante esses anos, nunca desistiu do sonho de ver a classe dos Praças Policiais e Bombeiros serem valorizados por esses governantes que nada fazem pela classe militar, e que só nos tratam como burro de cabresto, infelizmente essa é a realidade que vivemos. Junto com ele estava sua aguerrida esposa, Feliciana Mota, a qual foi morta pela violência que aumenta a cada dia no Estado do Pará, o crime ocorreu no dia 07 de novembro em frente a prefeitura de Belém, a mesma levou um tiro no braço que atravessou o peito vindo a óbito no mesmo instante.

Recentemente o Sargento Helio e sua esposa, Feliciana Mota, esteve conosco nas viagens para Brasília na luta da PEC 300. Hoje a causa da nossa tão sonhada PEC 300 perde dois grandes sonhadores pela unificação dos salarios das Policias e Bombeiros do Brasil.

Nós Policiais e Bombeiros Militares do Pará devemos fazer algo para que isso mude, devemos nos unir e clamar por uma segurança melhor e valorizada. O sonho desses guerreiros não pode ficar em vão, vamos à luta, vamos mostrar que se nos unirmos somos mais fortes. A hora é esta!

Policia Militar sd pm dienilson
0

Pm é morto em Castanhal e outro é Baleado em Ananindeua

sd pm dienilsonNa tarde de ontem, 28, o Sd PM Dienilson Heber, do efetivo do 6º BPM-Marituba, foi morto covardemente em Castanhal, bairro do Jaderlândia, após reagir a um assalto. A polícia ainda procura pista do assassino do Militar. 

A Diretoria da Associação dos Cabos e Soldados lamenta muito a perda de mais este guerreiro para a violência desenfreada que assola nossos militares e a sociedade em geral. O Governo do Estado tem o dever de zelar pela Segurança Pública e de seus agentes. Este ano mais de 20 Policiais Militares já foram mortos no Estado. 

Quando a Polícia está desprotegida, a sociedade também sofre. Governo, vamos valorizar quem cuida da segurança do povo Paraense!